Alternativas são estudadas para implantar Polo industrial em Itanhaém

Comitiva do Município visitou as cidades de Macaé e Rio das Ostras nos dias 12 e 13 deste mês

A comitiva de Itanhaém conheceu a estrutura de funcionamento e gestão da Zona Especial de Negócios em Rio das Ostras e do Aeroporto de Macaé, que é utilizado pela Petrobras como base de operações aéreas (Foto: Divulgação/PMI)
A comitiva de Itanhaém conheceu a estrutura de funcionamento e gestão da Zona Especial de Negócios em Rio das Ostras e do Aeroporto de Macaé, que é utilizado pela Petrobras como base de operações aéreas (Foto: Divulgação/PMI)

A Prefeitura de Itanhaém estuda alternativas para implantação de um pólo empresarial na Cidade. Uma comitiva da Cidade visitou, nos dias 12 e 13, os municípios de Rio das Ostras e Macaé, que conta com zona especial de negócios para empresas incentivadas pela presença da Petrobras naquela região.

A comitiva foi liderada pelo prefeito Marco Aurélio Gomes e contou com os secretários municipais André Caldas (Governo), Eliseu Braga Chagas (Desenvolvimento Econômico), Jorge Eduardo dos Santos (Negócios Jurídicos), Francisco Garzon (Saúde).

Em Rio das Ostras, a comitiva itanhaense foi recebida pela equipe da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, responsável pela administração da Zona Especial de Negócios (ZEN). O grupo passou depois por Macaé, onde conheceu a sede da Petrobras e o aeroporto local. Assim como em Itanhaém, o aeroporto de Macaé opera basicamente em função da Petrobras, com dezenas de voos diários às plataformas em alto-mar. Macaé é conhecida como a capital nacional do petróleo.

A Zona Especial de Negócios (ZEN) de Rio das Ostras possui um milhão de metros quadrados e 29 empresas instaladas. A atual Administração Municipal de Rio das Ostras investiu mais de R$ 15 milhões em obras de infraestrutura na área da ZEN. O objetivo é ordenar as atividades empresariais, industriais de produção, bens e serviços para que as áreas residenciais e turísticas do município não sofressem o impacto da industrialização e crescimento local.

Muitas empresas que procuram Itanhaém são motivadas pelas operações da Petrobras, cuja atuação no Município deve se consolidar a partir da inauguração do seu próprio terminal de embarque e desembarque de técnicos, engenheiros e operários que utilizam o Aeroporto de Itanhaém para chegar às plataformas de exploração da Bacia de Santos. A conclusão da obra está prevista para o primeiro trimestre de 2015.

Para o prefeito, a visita foi oportuna por conta da consolidação da presença da Petrobras. “São muitas empresas chegando por conta deste processo. O que queremos é encontrar o melhor modelo de organização e ordenamento das atividades empresariais e industriais de bens e serviços. Ou seja, queremos que estas grandes empresas – e muitas são multinacionais – sejam direcionadas para uma área especial, uma Zona Especial de Negócios (ZEN), especialmente preparadas para atendê-las”, concluiu o prefeito.

Matérias relacionadas