Bandeira amarela deve ficar na conta de luz em junho

Reprodução

A bandeira amarela deve permanecer na conta de luz dos brasileiros em junho, segundo o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino. Essa prática implica no acréscimo de um real a cada 100 killowatts-hora (kWh) de energia consumidos. O mês de maio também manteve a mesma tarifação.

Segundo o jornal A Tribuna, a decisão de manter esse tipo de cobrança na eletricidade está sendo tomada, pois não houve alteração relevante para que a Aneel mudasse a política de preço para esse mês. Seja para mais (bandeira vermelha) ou menos (verde).

Vale lembrar que apesar da probabilidade da cor amarela ser a praticada nas contas de luz de junho, esse assunto só será firmado no dia 25 de maio (sexta-feira), quando a Agência divulgará, de forma oficial, a bandeira praticada.

Este tipo de cobrança está sendo feita desde maio deste ano. Os quatro primeiros meses tiveram bandeira verde.

A adoção de cada bandeira (verde, amarela ou vermelha) está relacionada aos custos da geração de energia elétrica.

Orientação de consumo

Com a este tipo de bandeira em vigor, a Aneel fala aos consumidores para adotarem hábitos que contribuam para a economia de energia, como tomar banhos mais curtos utilizando o chuveiro elétrico, não deixar a porta da geladeira aberta e não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado, entre outros.

Matérias relacionadas