Construção da termelétrica de Sergipe é vista como alternativa para combater desemprego

Foto: Henrique/ASN
Foto: Henrique/ASN

Diego Palma
Da Redação

O Governo de Sergipe está construindo uma termelétrica, no município de Barra dos Coqueiros, na Rodovia SE-100, para melhorar o índice de desemprego do Estado, que está em 15% (segundo o IBGE) e para amenizar um pouco a crise que país vive no setor de Minas e Energia. A Usina Termelétrica Porto de Sergipe (UTE), faz parte do Complexo de Geração de Energias Marcelo Déda. O nome faz referência ao ex Governador do Estado, que morreu em 2013. No futuro, mais obras serão integradas ao projeto. A Usina começou a tomar forma dia 7 de junho.

A construção da UTE está gerando mais de 180 empregos, só no seu canteiro de obras. Desse total, 153 trabalhadores (85%) são sergipanos. Segundo Jackson Barreto, Governador do Estado, quando a fundação da obra começar, haverão 500 pessoas trabalhando no projeto. Já quando as obras estiverem no processo de instalação das turbinas, teremos dois mil empregos diretos gerados, ao longo do ano.  Ele ainda completou fazendo a seguinte declaração: “A crise vai passar com fé em Deus, o estado de Sergipe vai continuar e aqui, com essa termelétrica, a gente planta as bases de um novo Sergipe de desenvolvimento. Vamos ter além do viés do petróleo, a termelétrica, o gás natural e a energia hidrelétrica”

Vale destacar que o Governo não tem participação na contratação da mão-de-obra do Complexo. Todo o processo é feito diretamente pela GE e subcontratados da GE.  Sobre esse assunto, a empresa disse que tem como obrigação priorizar a contratação da população local, pois possuem um compromisso com a Celse (Centrais Elétricas do Sergipe).

Aprevisão é que as obras se estendam por 36 meses, gerando cerca de 2.000 empregos diretos e até 5 mil indiretos, a partir da movimentação da economia local.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estado de Sergipe, no último trimestre de 2016, possuía 19,5% de desempregados, apenas em Aracaju.

O presidente das Centrais Elétricas do Sergipe (Celse) , Eduardo Maranhão, essa primeira fase do Complexo será composta pela Usina Termelétrica, Linha de Transmissão e Instalações Marítimas (um navio está sendo construído na Coreia do Sul para ser usado em instalações offshore, uma Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação de gás natural, com sistema de ancoragem e gasoduto a ser implantado). Maranhão também disse que o empreendimento de Sergipe será baseado no modelo usado internacionalmente e terá o maior eficiente de geração de energia do mundo.

A usina está prevista para entrar em plena operação, em janeiro de 2020. Ela irá gerar 1,5 mil megawatts de energia, podendo atender, sozinha, a 15% da demanda total da região nordeste. O invertimento, na fase de construção da UTE, é de 5 bilhões de reais e o dinheiro virá da iniciativa privada.

Localização da Obra

Foto: site Cultura Mix
Foto: site Cultura Mix

O município de Barra dos Coqueiros, fica próximo de Aracaju (capital do Estado) e é cercado por diversas atrações turísticas. A Ilha de Santa Luzia, como era chamada, tem no turismo uma fonte de renda muito forte para a cidade e para o Estado. A cidade conta a festa da Padroeira, que atraí milhares de fiéis da região. E no verão traz a população o “Verão Sergipe”,  com atrações culturais, esportivas e shows. Além disso, a cidade conta com praias bem estruturadas e outras que a natureza predomina.

Matérias relacionadas