Últimas notícias

Coronavírus já mata 1 a cada 2h20 no Estado de SP

O número de óbitos relacionados ao novo coronavírus no Estado de São Paulo cresceu 209% em apenas cinco dias, conforme balanço da Secretaria de Estado da Saúde.

Em Peruíbe, o prefeito Luiz Mauricio tem feito sua parte seguindo a linha de que a quarentena é a melhor medida para preservar vidas. “Manteremos em Peruíbe o isolamento social estabelecido pela OMS – Organização Mundial de Saúde World Health World Health Organization (WHO), pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde do Estado de São Paulo.

De acordo com prefeito, o trabalho preventivo busca salvar vidas, evitando erros como o assumido pelo prefeito de Milão, Giuseppe Sala, que trabalhou contra a quarentena e permitiu a abertura dos estabelecimentos comerciais sem restrições de isolamento e já registra cerca de 5 mil mortes em apenas um mês no local.

“A prefeitura vem trabalhando para amenizar os efeitos sociais e econômicos na cidade, mas é importante a conscientização de toda a sociedade em manter o isolamento. A pandemia do coronavírus é um perigo real e requer a união de todos. O momento requer responsabilidade, equilíbrio e seriedade. Nossas equipes estarão atuando constantemente para fazer serem cumpridas essas diretrizes.”, garante Luiz Mauricio

No último domingo (22), o Estado registrava 22 mortes, contra 68 nesta sexta-feira (27). Municípios da Grande São Paulo e do Interior também registram óbitos.

Em apenas 24 horas foram registrados mais 10 mortes, o que significa que a doença mata, em média, uma pessoa a cada duas horas e vinte minutos.

No domingo, apenas a capital paulista registrava óbitos relacionados à doença. Já nesta quinta-feira (26), os municípios de Vargem Grande Paulista, Guarulhos, Taboão da Serra e Ribeirão Preto também contabilizam pelo menos um óbito.

Dos 10 novos óbitos contabilizados hoje, 4 são homens (66, 67, 91 e 93) e 6 mulheres (63, 63, 65, 77, 85 e 89). Nove são da Capital e um do município de Guarulhos. O Estado também registra 1.223 casos confirmados da doença.

Matérias relacionadas