Últimas notícias

‘Somos um governo que mostra a cara e assume a responsabilidade’, diz prefeito Luiz Mauricio

Por Washington Luiz de Paula, do blogue ‘O que Escrevi, Escrevi’

Em entrevista exclusiva a este blogue, o prefeito de Peruíbe, Dr. Luiz Maurício Passos de Carvalho Pereira (foto), demonstra ter motivos de sobra para estar otimista, confiante e, como sempre diz “se sentindo motivado”, mesmo enfrentando uma dura batalha nas redes sociais, onde seus algozes e opositores parecem não cessar com o tiroteio que tentam sem sucesso derrubar seu astral e o astral de sua equipe de governo.

A demonstração de não se importar com o jogo das fake news (notícias falsas), e de alguns xingamentos mais diretos, os quais são tratados com rigor por seus advogados, está no fato de não arredar pé de sua determinação de fazer a coisa certa, doa a quem doer, magoe a quem tenha que magoar, ou fira interesses de quem quer que os tenha e que não sejam os interesses que estejam dentro da legalidade e do bem da cidade.

Convicto de que a cidade está bem melhor que há três anos, quando herdou o governo de uma administração complicada, que, por sua vez, sucedeu, lá atrás, um governo tumultuado nas questões que envolvem a má administração do dinheiro público, o prefeito Luiz Maurício sugere que o segredo de seu governo é a seriedade. “Temos tratado as ações da prefeitura com muita seriedade, ainda que isso cause alguma rejeição”, diz, indicando que seus posicionamentos de responsabilidade e de compromisso com a legalidade que nem sempre agradam a todos.

A seguir, a íntegra da entrevista exclusiva concedida ao jornalista Washington Luiz de Paula, do blogue “O Que Escrevi, Escrevi.”:

O prefeito está há três anos à frente do Executivo Municipal. O que este tempo representa para você, pessoalmente, em termos de realização pessoal, assim como para o município/cidade que o prefeito administra?

Pessoalmente um orgulho estar à frente do Município que sempre morei, onde me estabeleci profissionalmente, constituí família e desejo ficar para sempre. Mesmo que para isso acabe tendo que renunciar muita coisa, seja da minha carreira como advogado, que por estar afastado há três anos acaba ficando estagnada, seja na questão pessoal e familiar, porque muitas vezes acabo ficando distante da família em razão de excesso de atribuições que o cargo impõe.

Sabe-se que os desafios enfrentados por um gestor público são enormes e, de um modo geral, quando se assume a administração de uma prefeitura é de se esperar encontrar mais problemas (como dívidas e ausência de dinheiro em caixa, por exemplo) do que recursos, obras e equipamentos públicos que ensejem facilidade para continuidade de um governo saudável. Passados três anos de seu governo, que balanço o prefeito faz de como encontrou a prefeitura ao assumir seu mandato, e de como está hoje?

Tenho falado a todo instante da dificuldade que foram esses três anos, não só pela herança dos governos passados, mas também pelo momento que o país atravessa. As dificuldades que a população vem sentindo nesse período é igual ou maior que as que sentimos na prefeitura. Mas sinto que posso anunciar um balanço positivo. Veja: mesmo nesse cenário difícil, pagamos R$ 61 milhões dos R$ 75 milhões de dívida herdada da administração que nos antecedeu. Não devemos nada referente a 2017 e 2018. Os prestadores de serviços e fornecedores voltaram a acreditar na prefeitura. Os serviços foram restabelecidos. A população voltou a ter em Peruíbe um governo que mostra a cara e assume responsabilidades. Melhoramos bastante. A cidade está hoje bem melhor que há três anos – isso eu posso garantir! Mas temos muito a melhorar ainda. E vamos seguir avançando em nosso propósito de transformar Peruíbe numa cidade de todos.

O prefeito poderia enumerar cinco pontos positivos de seu governo que representem o avanço tão esperado por aqueles que apostaram seus votos nesta sua administração?

Primeiro de tudo seriedade. Muita seriedade. Temos tratado as ações da prefeitura com muita seriedade. Falando não quando se tem que falar não, mesmo que isso não agrade a todos, a acabe trazendo certa rejeição. Por conta disso, já tivemos as contas de 2017 aprovadas no TCE (Tribunal de Contas do Estado) e é mais que certo de que teremos as contas dos demais anos igualmente aprovadas.

Em segundo lugar, posso elencar o planejamento orçamentário. Neste governo acabou aquela história da prefeitura gastar mais do que arrecada. Mesmo que tenhamos medidas duras a tomar, e é o que estamos fazendo. Com isso, a prefeitura voltou a ter as certidões positivadas e a ter crédito na praça. O planejamento é importante, e o resultado disso é que voltamos a ter grande volume de convênios com os governos do Estado e Federal, melhorando nossa capacidade de investimentos em setores importantes da administração como Obras, Saúde e Educação, por exemplo.

O terceiro ponto eu entendo que seja o forte investimento na Educação que temos feito. Realizamos concurso, capacitamos nossos profissionais, reformamos e ampliamos escolas. Algumas destas escolas já foram entregues, que posso nomear para você: EMEI Caraguava IV e EMEI Vila Romar, ginásio da EMEF Delcélia Joselita, EMEI Caraguava II, EMEI Serra do Mar. Outras em obras: A EMEI Marise terá obra concluída agora em janeiro; para o início do segundo semestre três outras escolas estarão entregues para a população; são elas: EMEI Antonio Novaes, EMEF Adriana e EMEI Carmem Cleuser. Tudo isso sem contar o Parque da Cidade onde vamos construir um Centro de Educação Integral que será referência em toda a região.

Em quarto lugar, eu digo que são as obras de infraestrutura que temos realizado. Já são mais de 40 km de pavimentação, calçamento e recapeamento, destacando as Av. Luciano de Bona e Tancredo Neves (ambas em andamento), todo o bairro do Estância dos Eucaliptos, Rua Finlândia, Rua Celio Costa e Jon Theodoresco, entre outras.

Por fim, e não menos importante, penso que são os projetos sociais, que tem nos permitido levar esporte e cultura aos bairros. Para você ter uma ideia, atualmente mais de seis mil pessoas de todas as idades frequentam nossos polos culturais e esportivos. Isso tem refletido diretamente na melhora da autoestima de nossa população.

Considerando que em toda e qualquer gestão nem tudo são flores, é possível o prefeito mencionar cinco pontos que o prefeito considera negativos de seu governo? Ou, aquilo que o prefeito gostaria de ter feito (que estava em seu projeto de governo, talvez), e que até o presente momento ainda não conseguiu implementar?

Gostaria de ter entregado algumas obras mais rápido, como a maternidade e a Praça Flórida. Infelizmente problemas burocráticos acabaram atrasando todas nossas previsões, e isto vem ao encontro do que eu disse anteriormente: Temos feito um governo sério e responsável, e, embora a gente acabe encontrando rejeições pelo caminho, eu simplesmente não consigo atropelar o trâmite correto dos processos para a realização de obras de porte como o hospital e a maternidade. Atropelar seria cometer irresponsabilidade, e isso eu não quero fazer e não vou fazer. Mas a boa notícia é que felizmente estes “problemas burocráticos” e estão solucionados e estas obras tão esperadas por todos serão entregues nos próximos meses.

Outro ponto que tenho a lamentar, é que, embora tenhamos conseguido o recurso para terminar o Hospital Municipal, nós ainda não tivermos como retomar a obra. É – mais uma vez – aquela velha questão burocrática que nos faz ter que aguardar autorização do Governo do Estado para abrir a licitação.

Outro ponto que atinge a todos, infelizmente, é com relação à zeladoria, que são os serviços de limpeza e varrição de ruas, desobstrução de valas, capina de mato etc. Temos tido problemas nesta área. O primeiro formato deste importante trabalho não atendeu às nossas expectativas, e, por isso, iniciamos em dezembro um novo formato que, acredito, será melhor. Espero que tenhamos melhoras significativas nestes serviços nos próximos meses.

O prefeito está entrando em seu quarto e último ano deste seu mandato. O que seus eleitores e o povo de Peruíbe (assim como veranistas e turistas) podem esperar de novidades para estes 12 meses de 2020?

Tenho convicção de que iremos entregar todas as obras e cumprir 100% do plano de governo. Como exemplo cito a Maternidade, a Casa da Mulher, Praça Flórida, Escolas, UBSs, pavimentações etc. Mas temos outras obras importantes em pauta que se iniciarão em breve, como a reurbanização da Orla na região do Parque Turístico e do Ruínas, a reforma do Lamário, o recapeamento da Av. João Abel e pavimentação de importantes ruas como as Ruas 11, 13 e 15 na Vila Erminda. Também enumero o recapeamento da Avenida Padre Vitalino e Rua Marilia, ambas no Caraguava; a reurbanização do acesso ao Rio Guaraú, e o bairro Nova Peruíbe que recebe pavimentação em praticamente todo o bairro.

Em resumo eu posso dizer que a população pode continuar contando com a seriedade da nossa administração. Nós estamos reconstruindo a cidade, com muito esforço e dedicação de uma equipe séria e comprometida com o presente e o futuro de Peruíbe.

Um tema que parece incomodar o bom andamento de sua administração é a maternidade municipal. A maternidade acabou por se tornar, digamos, o seu “calcanhar de Aquiles”. Conhecedor de que as várias previsões feitas inclusive pessoalmente pelo prefeito restaram em frustração, o que de efetivo e dentro da realidade o prefeito poderia oferecer para que este assunto deixasse de ser, afinal, uma “pedra no seu sapato”?

É de suma importância e prioridade número um de nosso governo colocar a maternidade para funcionar. Sei que isso é repetitivo, e há até alguns que não querem acreditar, mas a previsão de entrega da obra inicial lá trás foi mudada por uma mudança radical no projeto, sempre atendendo exigências de órgãos reguladores, como a Vigilância Sanitária e o Tribunal de Contas. Depois veio problemas na licitação. O meu “pecado” foi ser inflexível em querer e ter que fazer a coisa certa. Não adianta atropelar, fazer errado para depois ter que parar tudo de novo para corrigir o erro. Foi o que fizeram no passado, e nós não vamos repetir estes erros. Garanto isso para você! Além de todo esses complicandos, veio a queda na arrecadação em virtude da crise de todo o país.

Não é preciso que fique repetindo isso, mas é muito claro que eu queria que a maternidade já estivesse em funcionamento há muito tempo, mas tivemos muitos problemas. Graças ao bom Deus, finalmente os problemas foram ou estão sendo todos dissipados, e a obra da maternidade está no fim. Vamos sim entregar e colocar em funcionamento a maternidade para a população! Acreditem.

Recentemente o prefeito deixou veicular em A Tribuna que a maternidade seria entregue “ainda no primeiro semestre de 2020”. O assunto alimentou ainda mais esta polêmica nas redes sociais. Considerando as previsões anteriores que não restaram em sucesso, esta não teria sido uma temeridade? O prefeito está convicto mesmo de que agora a maternidade vem – e vem para ficar?

A obra da maternidade está praticamente finalizada. Para você informar a seus leitores, já estamos iniciando a instalação dos equipamentos e contratação da equipe que vai cuidar de nossas gestantes. A maternidade vai funcionar! Com atraso, já reconhecido. mas vai sim!

Outro aspecto que parece vir provocando efervescência nas redes sociais é no que diz respeito à estrada que dá acesso ao Guaraú. Quem conhece este assunto sabe que lidar com esta matéria não é fácil, uma vez que envolve o meio-ambiente e demanda gestões junto a órgãos ambientais estaduais e federais cujos técnicos nem sempre são compreensíveis e sensíveis à problemática de uma encosta que por décadas vive deixando o povo do Guaraú ilhado e impedindo acesso de turistas e veranistas àquelas praias, principalmente em épocas de chuvas. Considerando isto, o prefeito não acha que falta um pouco mais de clareza e transparência de seu governo em atribuir responsabilidade que não é diretamente de seu governo, a quem de direito?

Pelo contrário. Temos tratado desse tema com total transparência. A estrada do Guaraú é uma estrada com problemas que já vem de muito tempo, e que não foram “causados” por nossa administração.

Quando assumimos já sabíamos que havia alguns pontos que apresentavam risco que precisavam de serviços de reparo e contenção. Para corrigir isso, repactuamos um contrato que estava vigente e incluímos esse serviço. Um desses pontos foi feito e outro está em fase final, que é o que está próximo ao Chão de Pedra. Em razão do grande volume de chuvas, acabou surgindo outro ponto de risco que merecia atenção. Fomos até a Defesa Civil do Estado e conseguimos recurso para a obra, que também está em andamento.

Em maio último assistimos àquele grave deslizamento que por pouco não provoca uma tragédia, mas que foi contido a tempo. Agimos rápido com nossa equipe de defesa civil e de segurança. Os serviços emergenciais foram possíveis com ajuda do Governo do Estado.

Uma solução que nos parece definitiva vem da contratação do projeto para contenção do ponto que apresentou problema. Com o projeto em mãos fomos pedir recursos ao governador Doria, que o liberou recentemente. Vamos agora licitar e iniciar a obra.

Este é outro problema de nossa administração que também deve ficar muito claro que gostaria de resolver mais rápido, de já ter resolvido, mas o trâmite para liberação desses recursos é esse. Mas posso assegurar que todas as medidas foram cumpridas e logo o povo do Guaraú poderá a certeza de que não mais correrá risco de vir a ficar “ilhada”, mesmo em épocas de chuvas.

Considerando que entramos já a passos largos para o processo sucessório deste ano, é razoável imaginar que o prefeito tenha tido acesso a pesquisas (internas ou externas) que ensejem demonstrar o agrado (ou desagrado) de sua administração à frente da prefeitura de Peruíbe para o eleitorado. Diante desses números – se os tem – pergunto: A reeleição, afinal, faz parte de seu projeto político?

O sentimento da população em geral é negativo com a política e com os políticos. Isso não acontece apenas em Peruíbe. As pesquisas mostram isso e apontam grande viabilidade de reeleição. Mas essa discussão vou fazer apenas em julho. O que eu posso adiantar é que continuo otimista, me sentindo cada vez mais motivado, e nada preocupado com esta questão de reeleição que, se vier a acontecer, terá que ser por processo natural. O que eu posso afirmar para você é que o meu foco continua sendo administrar a cidade. E, mesmo com todos os problemas enfrentados e ainda enfrentando, eu posso lhe afirmar que confio plenamente em minha equipe, e continuamos no caminho certo.

O que o prefeito poderia antecipar das realizações de relevo que podem desde já serem anunciadas para o último ano deste seu atual mandato? Há alguma surpresa por vir por aí? Que mensagem o prefeito Luiz Maurício, e o munícipe Luiz Maurício pode deixar para o povo de Peruíbe nesta passagem para o quarto ano de seu governo? Houve, afinal, o anunciado e tão esperado resgate da dignidade do povo em prol da cidade?

A mensagem é de otimismo. Estamos focados e trabalhando muito para que as coisas deem certo. Vejo que a população percebe isso. O povo de Peruíbe acredita na nossa seriedade e na nossa responsabilidade. Esse sentimento é demonstrado nas ruas, por onde passo. Continuo vivendo a vida da sociedade com um cidadão comum, frequentando supermercado, praia, restaurantes, e sinto um respeito e admiração muito grande pelo nosso trabalho. As pessoas atualmente têm acesso ao prefeito a hora que quiserem. Não estamos “escondidos”, tal é nossa certeza de que estamos fazendo a coisa certa. Quem trabalha na prefeitura sabe e vê o prefeito chegando cedo e indo embora tarde da prefeitura.

Não tenho dúvidas que recuperamos a dignidade de nosso povo enquanto cidadãos que devem amar nossa cidade, acreditando que temos oferecido o melhor de nossos esforços para construir uma cidade que seja de todos, para todos.

Para os que ainda estão descrentes, repito: vamos cumprir 100% do plano de governo e entregar todas as obras.

Matérias relacionadas