Terracom assume coleta de lixo em Peruíbe

Foto: Divulgação

DIEGO PALMA

A empresa Terracom assumiu neste sábado (8), a licitação da Coleta de lixo da cidade de Peruíbe. A decisão, tomada em caráter emergencial, aconteceu na sexta-feira (7), por conta da não renovação do contrato com a Litucera. Um dos motivos para que houvesse a troca, foi o aumento de 7% que foi pedido a Prefeitura. A Litucera prestava serviços para a cidade desde 2009

Após oitos anos prestando serviços de coleta de lixo para a cidade de Peruíbe, a empresa Litucera não teve seu contrato renovado. Segundo Fábio Gomes, secretário de administração da Prefeitura de Peruíbe, a Litucera queria receber R$ 143,39 por tonelada de lixo recolhido e R$0,42 por litro de Container (Caixas azuis que ficam espalhadas pela cidade), no próximo contrato. Isso totalizaria um aumento de 7% nos valores do contrato antigo. A Prefeitura não aceitou e estava negociando, desde de maio, uma possível renovação, sem a adição desses valores.

Além de pedir o aumento nos valores pagos pela atual gestão, a Litucera também quis a quitação da dívida de 5 milhões de reais. Sobre esse assunto, o secretário contou ao O Repórter,  o seguinte: “Tudo o que foi gasto esse ano, foi pago. O que tem, são quase cinco milhões de dívidas herdadas dos outros anos. Nós fizemos uma proposta, para eles reduzirem em 30% a dívida e nós pagaremos em 36 parcelas. Porém não recebemos resposta ainda.”.

Faltando menos de uma semana para que a licitação acabasse, o Ministério Público de Peruíbe aconselhou a não concretizar a renovação. Diante desse fato, a atual administração deixou o contrato vencer e contratou a Terracom, em caráter emergencial, para os próximos seis meses.

A nova empresa começou a trabalhar no sábado, oito de julho. Como a licitação é de emergência, os valores pagos são menores que os praticados no contrato com a Litucera. Segundo Fábio Gomes, secretário de administração da Prefeitura, a Terracom irá receber R$132,87 por tonelada de lixo e R$0,38 por litro de container.

O jornal O Repórter entrou em contato com a Terracom, por email, para saber onde será a filial de Peruíbe e se eles vão absorver os funcionários da firma antiga.  Paulo Fortes, assessor de comunicação, nos deu a seguinte declaração: “O local onde a empresa vai se estabelecer ainda está em negociação, portanto não é possível divulgar no momento. Muito em breve informaremos. Quanto aos funcionários, a Terracom tentou absorve-los quando assumiu
os serviços. No entanto, a empresa anterior ainda não tinha liberado os mesmos. Assim que houver necessidade, a Terracom dará oportunidade a eles.”

Matérias relacionadas