Homem preso em Peruíbe é solto por ter sido confundido

reinaldo
(Foto: Reprodução)

Um homem que foi preso em Peruíbe no último dia 25 acusado de extorsão foi solto e compareceu na sessão ordinária desta quarta-feira (1). Segundo o alvará de soltura de Reinaldo Silva, consta que o documento ‘revela o equívoco da prisão’. Ele foi preso após se envolver em uma discussão com Flávia Souza Regina, assessora da vereadora Drª. Laila (PCdoB). Na ocasião, a polícia o prendeu alegando que ele estava sendo procurado pela Justiça desde 2011.

A acusação é de que o motivo seria uma extorsão em São Bernardo do Campo. Em seguida, ele foi encaminhado à cadeia pública de Mongaguá. Na ocasião, a polícia informou ao portal de notícias da Globo, G1-Santos e Região, que a vítima se identificava como Reinaldo Silva e, na verdade, se chamava Reinaldo da Silva.

Veja o que foi noticiado pelo portal na ocasião:

Após a confusão, Flávia Souza Regina diz ter chamado a polícia, mas o suspeito tentou se esconder em uma papelaria próxima e foi capturado pelos oficiais instantes depois. Na Delegacia Sede, após assinar um termo circustanciado por conta da confusão, os policiais constataram que o suspeito tinha um mandado de prisão expedido pela vara criminal de São Bernardo do Campo, no ABC, em São Paulo, datado de 25 de maio de 2011.

Indignada, a vítima postou um desabafo em uma rede social dizendo que Reinaldo já a “perturbava” com frequência pela internet. “O cidadão já vinha me perturbando na internet há muitos anos e teve a audácia de ir ao meu ambiente de trabalho me insultar, me humilhar e me constranger na frente de muita gente”, disse Flávia Souza Ruiva.

Em grupos de discussão sobre a cidade nas redes sociais, Silva demonstrava ser ativo, fazendo críticas veementes à alguns políticos da cidade. Ele também era frequentador assíduo das sessões da Câmara Municipal. “Levei comigo as testemunhas. Enquanto fazíamos boletim de ocorrência, o delegado deu voz de prisão a ele que, para o meu espanto, era procurado pela Justiça. Me senti horrorizada por saber que ele aponta coisas da gente e esconde algo terrível”, acrescenta.

Matérias relacionadas