Intersul entra na Justiça contra prefeitura de Peruíbe

portoes_fechados
Portões fechados. Nova empresa assumiu ontem. (Foto: Lelo Bianco / Jornal O Repórter)

A Intersul, empresa que foi responsável por cerca de nove anos pelo transporte coletivo de Peruíbe, entrou na Justiça pedindo a ilegalidade da rescisão de contrato com a prefeitura, que aconteceu na última quinta-feira (10).

Após reuniões e ampla discussão na Câmara de Peruíbe na sessão da última semana, a prefeitura de Peruíbe cancelou o contrato de prestação de serviço com a Intersul. Há dez dias o serviço estava paralisado no município.

Na manhã de sexta-feira, os ônibus da Intersul voltaram a rodar. Segundo fontes ligadas ao jornal O Repórter Regional, o motivo teria sido pelo fato de a empresa ainda não ter sido notificada oficialmente sobre a decisão na manhã daquele dia.

Entenda

Com os salários atrasados, os trabalhadores decidiram interromper 100% das operações na Cidade no último dia 07. Porém, a greve parcial, com apenas 70% da frota circulando, havia sido iniciada no último dia 30, quando a categoria começou a negociação pelo reajuste salarial. No dia final da tarde do dia 11, já com o ordenado em dia, os trabalhadores anunciaram que retornariam ao trabalho no dia seguinte.

Ontem (segunda-feira, 14), uma nova empresa começou a fazer o serviço em caráter emergencial. Saiba mais clicando aqui.

Matérias relacionadas